O guizo no gato

O dia 08 de abril será sempre lembrado como um dos dias mais sombrios para a classe trabalhadora brasileira. Trezentos e vinte e quatro parlamentares votaram a favor do texto que regulamenta a lei do trabalho terceirizado no país. Na prática é o início da agonia  de  muitas  conquistas históricas como o décimo terceiro salário, férias anuais e aposentadoria.

Este dia sinaliza também como um divisor de águas, mostra claramente quem está a seu favor e quem não está. As bancadas de oposição formadas pelos partidos de direita como PSDB, DEM, SD , PV e dissidentes do PMDB votaram maciçamente a favor da aprovação do texto, deixando claro que é contra os direitos que foram conquistados  depois de décadas de lutas.

Muitos dos que votaram contra você, hoje posam de vestais da moralidade e paladinos da luta pelos  direitos dos trabalhadores. Pois é, a máscara caiu.

O saudoso governador Brizola usava uma expressão que cabe como uma luva ao que estamos vivendo hoje: “Colocaram o guizo no gato”.

E é em situações desfavoráveis como a que vivemos hoje que a classe trabalhadora costuma se unir e partir para a luta. Principalmente quando o inimigo é facilmente identificado pelo chacoalhar estridente do seu guizo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *